Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mirandela e o comboio

28.03.13

A autarquia de Mirandela sempre foi acérrima defensora do caminho-de-ferro. De tal modo, que graças à garra e vontade camarária é dentro do Concelho de Mirandela que nos dias de hoje ainda funciona parte do troço pertencente à Linha do Tua.

 

Ora, a vontade expressa por Mirandela não condiz com o estado em que se encontra, por exemplo, a antiga estação ferroviária da cidade.

O que terá deixado que o edifício chegasse a este estado de abandono? E com um espaço como este, que sentido fez a construção de uma nova estação a poucos metros da primeira?

A nova estação com o novo hospital privado em fundo

Veja-se as paredes de ambas. Os riscos, a sujidade, a degradação generalizada. Não transparece de todo uma vontade em preservar o comboio nem por parte da própria população nem da autarquia, que não cuida da manutenção e limpeza do espaço. Como se isso não bastasse, a construção de uma estação mais adiante deixou a antiga entregue ao abandono. Parece-me um favorecimento a nível de interface com a central rodoviária, que poderia ter sido feito de outro modo caso houvesse real interesse na antiga estação.

Que desperdício de dinheiro, de espaço e que falta de visão política! A antiga estação daria muito mais benefício à cidade, ao turismo, ao lazer, à paisagem. A antiga estação oferece espaço para a sua função de sempre, para comércio, espaços de culturais e alojamento turístico.

Mirandela gaba-se de ter sido das primeiras cidades a possuir um comboio turístico. Que relevância tem isso se tantos outros locais oferecem o mesmo comboio a fingir. Recordo-me do Jardim Zoológico de Lisboa e do centro histórico de Sintra que possuem uns iguaizinhos. Tristes aqueles que se alegram com um comboio a fingir e deixam o verdadeiro comboio a morrer. E note-se, que seja a antiga estação ou a nova estação, a degradação apodera-se das duas.

Toda a envolvente do rio que divide a cidade, aquele centro, tem muita potencialidade e beleza. E aquela estação, que se enquadra tão bem naquela paisagem e se encontra tão bem situada, próxima à zona mais bela de Mirandela, torna não só a cidade mais triste e sombria como desvaloriza tudo o que rodeia o espaço. Aqueles jardins já se conheceram mais floridos. Aquela estação já viu melhores dias. A cidade já foi mais bonita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 20:10


2 comentários

De impressao3d a 01.04.2013 às 00:26

Bonitas Fotografias.

Continuacao de um bom trabalho no blog

De Daniel Marques a 01.04.2013 às 22:23

Obrigado!

Comentar




Pesquisa