Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Confiauto

12.01.13

O Espanas já voltou da Confiauto. Tenho a dizer que são organizados no serviço, mas descuidados com o mesmo. Quando fui buscar o Espanador dei logo com um risco no puxador da porta do condutor. Chamei à atenção e conseguiram retirá-lo com massa de polir. De qualquer forma já em casa dei conta de que me riscaram um plástico na colocação do apoio de braço central dianteiro. É verdade que está meio escondido, mas ficou bastante riscado, bem como o metal onde se sustenta o banco do passageiro dianteiro. São coisas que vi depois, mas que me deixam a pensar se o trato é assim na intervenção visível pelo cliente o que será a nível de mecânica e noutras intervenções não visíveis? De que me vale confiar num serviço de marca se depois o resultado é este?

Riscos e… um parafuso de fora?!

Escusado será dizer que a viatura encontra-se dentro da garantia e levou este tratamento numa oficina da marca. A mão-de-obra foi paga, pelo que se pede profissionalismo e cuidado na execução dos trabalhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:50


2 comentários

De Eduardo a 13.01.2013 às 11:42

Já vi pior em concessões de marcas mais caras. Tenta procurar outra oficina da Dacia.

Se o chefe de oficina não tiver atenção a estes detalhes ou se os mecânicos não dão mais acontece disto.

Pelas fotos que me mostraste nota-se que não têm noção do que fazem. Começa logo por algo tão simples como entregarem o carro cheio de rebarbas de plástico na carpete, deviam-no ter aspirado pelo menos.

De Daniel Marques a 13.01.2013 às 22:13

Julgo que agora o que há a fazer é, primeiramente, reclamar. Tanto no livro de reclamações como à própria Renault/Dacia. Depois, exigir que melhorem o trabalho executado. Por último, não voltar lá.

A desculpa da não aspiração foi a falta de tempo. Ninguém exigiu pressas na entrega. Se a mesma não estava pronta não deveriam ter-me ligado a dizer o contrário. É que o carro até me foi entregue antes do prazo previsto.

Comentar




Pesquisa