Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Zelo natalício

26.12.12

Este tipo de zelo tem muito que se diga. Por obra do espírito santo, nesta quadra, eis que surgem mensagens que em nada se comparam à beleza dos tradicionais postais de Natal. São pessoas que teimam em aparecer por breves segundos na nossa vida, sazonalmente. Com que intenção? Peso na consciência julgando que isso repara a ausência durante o resto do ano? Interesseirismo, com o intuito de obtenção de favores, ou, pelo menos, o prevencionismo de em caso de necessidade para a obtenção dos mesmos? Ou simplesmente a necessidade de parecer bem?

Este zelo não se resume às ditas mensagens. O mesmo poderá acontecer nas oferendas. Desde logo, refira-se que cada vez mais se dá presentes em detrimento das prendas. A diferença está entre se querer marcar presença (e aí damos presentes) por intermédio de um objecto com o intuito de que este nos faça ser lembrados, substituindo a nossa presença. Por outro lado, as prendas, têm um valor que poderá não ser material, sendo uma garantia de carinho, amizade e de agradecimento. Uma prenda é uma recompensa por aquilo que somos, e não um pagamento. E a ausência paga-se.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 02:07