Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Capitais europeias da juventude e da cultura

23.12.12

O Minho fervilha. Ele é Capital Europeia da Juventude, ele é Capital Europeia da Cultura. Haja investimento! Todo este movimento entre Braga e Guimarães parece-me que se deve às rivalidades e nenhuma quer ficar atrás da outra.

Agrada-me a ideia de dar vida às ruas das cidades e trazer as pessoas para fora de casa. No entanto, se o espírito se dever a mera rivalidade é certo que levará a loucuras orçamentais. Confesso que não sendo de cá, tenho em boa conta o dinamismo que esta região ao longo destes quase quatro anos me tem demonstrado.

Não usufruí de nenhum evento, excepto ontem que fui quase arrastado pelos cabelos para sair de casa. O tempo ajudou e até foi agradável andar pelo centro histórico de Braga a pé. Talvez o devêssemos fazer sem que haja uma outra motivação como a de eventos gratuitos um pouco por toda a cidade.

É talvez nesse ponto que este tipo de organizações pode mudar rotinas e atitudes. Passear pelas cidades em que vivemos e que muitas vezes não conhecemos. Dar uma nova dinâmica ao comércio e às actividades de rua. Aproveitar a infraestrutura deixada como herança.

Até que ponto Braga e Guimarães têm poder para continuar este legado, mesmo que de forma menos sublinhada? Só com uma população que viva mais a sua cidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:05