Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Da coerência

19.09.12

A escritora Maria Teresa Horta recusa receber o prémio literário D. Dinis das mãos de Pedro Passos Coelho. A par de tudo o resto, da senhora e da sua obra (que não conheço), para mim, conta a consciência e a atitude. Também vem dos valores morais, a coerência. Eu, para o ser, tomaria igual atitude.

Na realidade eu não poderia, com coerência, ficar bem comigo mesma, receber um prémio literário que me honra tanto (...) das mãos de uma pessoa que está empenhada em destruir o nosso país.

E o que não falta é quem se ponha em bicos de pés, para chamar a atenção, se necessário passar por cima de alguém, para receber seja de que porco for, um prémio ou qualquer outro reconhecimento, vazio de valores. Lembra-me a futilidade em que se transformaram as distinções do Presidente da República, por exemplo. Do que era em nome da Nação, a umas palmadinhas nas costas, entre amigos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 20:22


1 comentário

De Artemisa a 07.10.2012 às 23:54

Coerência, atitude e coragem. Bom, muito bom.

Comentar