Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Equilíbrio

02.07.12

Chegar a casa vindo do emprego para actualizar este blog ao ar livre por entre o verde minhoto, é entrar num estado de desintoxicação rumo ao equilíbrio mental. Já há muito que não o fazia desde que saí da aldeia de Alvarinhos em Sintra, rumo à capital minhota. Braga pode oferecer uma qualidade de vida superior às grandes metrópoles, o choque para quem nunca viveu em cidade até é leviano, mas o regresso à vista desafogada, ao equilíbrio das árvores com o céu e com o cantar dos pássaros que a primeira aldeia de Guimarães para quem vem de Braga oferece, fortalece-me física e mentalmente. Definitivamente este é o meu meio, com a cabeça na aldeia e um pé para a cidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 20:45


1 comentário

De Emanuel a 05.07.2012 às 22:18


Eu sou suspeito, nasci no Porto vivi sempre no Porto. Mas cresci também no campo, os fins de semana e algumas férias eram passados numa aldeola para os lados de Santa Maria da Feira. Uma das coisas que me dá mais saudade é a forma como o tempo corre de formas distintas nas duas realidades. Viver no campo/aldeia não tem preço, por muitos motivos. Infelizmente a maioria de nós traça um caminho de afastamento quase que inevitável para com essa realidade. Alguns nem sabem que ela existe.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.