Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Braga, 8 meses depois

09.10.10

Este texto deveria ter sido escrito aquando da concretização da minha presença há meio meio nesta cidade. Mas, o que tem dificultado a minha escrita é mesmo o cansaço a que o serviço no hospital pode levar. Tem dias mais favoráveis, outros nem tanto. Lidar com o público nunca foi fácil, ainda para mais num local onde as emoções tocam nos extremos.

Não me sinto desligado de Sintra – a minha terra de origem – e ainda não me habituei à expressão usada por outros que implica uma visão exterior e de distanciamento tal como «na tua terra». Ou seja, falarem da minha terra ou comentarem a minha terra implica que eu não esteja nela. E na realidade não sinto que tenha saído dela. Talvez porque Sintra não tenha mudado muito em meio ano. É que as semelhanças com Braga estão fora de questão.

Nesta cidade é comum encontrar-se muitas pessoas vindas de Lisboa ou arredores numa busca por qualidade de vida. E é aqui que esta terra se destaca. Efectivamente ganhei qualidade de vida. A ida para o trabalho é um ritual simples que leva poucos minutos. Mede-se o pulso, sente-se a jovialidade e energia do presente, e paralelamente, o tradicionalismo e religiosidade que ecoa do passado até aos dias de hoje.

Explicar Braga não é fácil. É uma cidade onde se vive intensivamente as emoções. É o fervilhar da cidade de dia, mas na madrugada sentirmos que estamos numa imensa aldeia onde se ouve a mais pequena folha seca a rolar no asfalto. Esta é a terceira maior cidade do país, e mesmo assim, a probabilidade de se encontrar conhecidos é elevada dada a facilidade em criar laços com novas pessoas. É uma cidade grande e diferente das outras que se dá a conhecer com facilidade. Braga tem tudo e passa bem sem o resto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:28


4 comentários

De Bruno Miguel a 09.10.2010 às 19:03

Um dia, tenho que conhecer a cidade. :)

De Daniel Marques a 19.10.2010 às 12:42

Aparece, que tens onde ficar!

De Bruno Miguel a 19.10.2010 às 15:27

Obrigado :) Quem sabe, um dia. ;)

De Boneca de trapos a 10.10.2010 às 22:18

Muito bem escrito.
Tens jeito para escrita sabias?

Comentar